(44) 3528-4993 / 3528-0024        atendimento@kspulverizadores.com.br
Blog - KS Pulverizadores - Sistema KS e Pulverizadores Autopropelidos
Conheça o sistema de pulverização seletiva
0 Comentário

Conheça o sistema de pulverização seletiva

A tecnologia pode gerar uma economiza até de 90% de herbicidas e graminicidas. Com uma aplicação mais sustentável, o sistema de pulverização seletiva minimiza o impacto de contaminações no solo, além de proporcionar um grande aumento de rendimento operacional, pois reduz as paradas para abastecimento. A novidade está disponível há pouco tempo para os produtores brasileiros e é compatível com a maioria dos pulverizadores.

Para realizar a pulverização seletiva é necessário a utilização de sensores especiais, válvulas e um pulverizador, onde os sensores e válvulas serão instalados. Conforme a máquina se desloca, os sensores detectam onde a aplicação deve ser feita e, automaticamente, acionam as válvulas para realizar o controle localizado. Por meio dessa leitura é possível mapear as plantas e assim fazer a aplicação das áreas determinadas.

De acordo com Rodrigo Ribas, especialista em novas tecnologias da Trimble, o sensor possui comprimentos de ondas que conseguem fazer a identificação do que é verde e do que não é. "No campo, realiza-se uma calibração do sensor, para indicar a ele no que deve ou não deve aplicar. Após a cultura está implantada, em uma altura de 5 a 10 centímetros, conseguimos ainda dar como referência essa planta, fazendo com que o sistema identifique somente as plantas daninha após o plantio, e não a cultura", explica Ribas.

Confira os principais tipos de bicos para pulverização
0 Comentário

Confira os principais tipos de bicos para pulverização

Na pulverização, os bicos são mais que um detalhe no processo. Eles são fundamentais para a economia do tempo, insumos e a qualidade do serviço. Um sistema de pulverização com bicos precisos pode trazer diferenciais competitivos na aplicação. Com milhares de opções, como escolher o bico ideal?

Tudo começa com o tipo de pulverização que será realizado, com cone oco, leque ou cone cheio. Outro aspecto fundamento a ser observado é o tamanho de gota que o bico de pulverização é capaz de produzir e a cobertura que vai proporcionar. A escolha certa pode fazer a diferença entre reduzir ou aumentar sua produtividade. As propriedades do líquido, a vazão do bico, a pressão e o ângulo de pulverização são fatores que afetam o tamanho da gota.

Principais bicos

Bico Cone: Formado por tubo helicoidal, com uma ponta em forma circular possuindo dois tipos, o cone vazio e o cone cheio. Trabalha sobre altas pressões atendendo culturas perenes e anuais. Utilizado para aplicação de inseticidas e fungicidas por contato, é possível utilizar diferentes vazões, ângulos e abertura para determinar o tamanho das gotas.

Bico Leque: Sua saída é um “V” invertido formado por uma elipse, possuindo dois tipos, o leque padrão e o leque uniforme. Sua disposição é maior no centro se dissipando nas extremidades. É o mais utilizado em pulverizadores de barra. Distribuição uniforme é atingida quando a altura e os espaçamentos entre os bicos estão calibrados para se cruzarem; utilizados principalmente para aplicação de herbicidas.

Bico de indução a ar: Trabalha em alta pressão. Possui dois orifícios por onde o ar passa. O primeiro, chamado de pré-orifício, mede a vazão e o segundo conhecido como o de saída, forma o padrão da pulverização. Este bico permite a redução da deriva que é o fenômeno de transporte das partículas do defensivo, pelo vento, para áreas não alvo.

O bico apropriado deve ser selecionado de acordo com os requisitos da aplicação. A escolha do bico depende de fatores relacionados com a prática de aplicação, como o ciclo da planta, o tipo de pragas ou ervas daninhas, a temperatura atual, o vento e a umidade, o tipo de equipamento de pulverização e o tamanho da área a ser aplicada. (Com informações do Mais Soja)

Pulverização: Estabilidade das barras garante alta qualidade de aplicação
0 Comentário

Pulverização: Estabilidade das barras garante alta qualidade de aplicação

Na área de pulverização, em qualidade de aplicação, muito se fala nas condições climáticas, tipos de defensivos, tamanho de gota, velocidade de aplicação e em outros muitos outros aspectos. O que muita gente esquece de comentar, e o que garante boa parte dessa qualidade de aplicação, é a altura de aplicação e a estabilidade das barras de pulverização.

Para especialistas na área, a estabilidade das barras é um fator de extrema importância na qualidade de aplicação. O simples fato de manter uma barra de pulverização bem estabilizada garante uma uniformidade de aplicação muito grande. As oscilações de altura de barras podem provocar alguns problemas, como, superdosagem e sobredosagem. Um ponto bem interessante é se atentar, no momento na aplicação, na estabilidade das barras. Por mais que o terreno seja plano, esse é um fator bem crítico. Tenha bastante atenção com esse ponto e procure uma solução para estabilização de barras.

No mercado, entre as principais opções está o estabilizador de barras da KS Pulverizadores, que já foi comprado e aprovado por mais de 11 mil produtores de norte a sul do Brasil. A tecnologia trabalha por meio de válvulas hidráulicas sob pressão. O equipamento alivia o peso das barras, evitando o efeito chicote. A instalação é possível em máquinas de todas as marcas, sem alterar as características originais. Com o equipamento, as barras do pulverizador trabalham totalmente de forma automatizada.

Clique aqui para saber mais sobre o Sistema KS.

Por que investir em um pulverizador autopropelido?
0 Comentário

Por que investir em um pulverizador autopropelido?

As vantagens são muitas. Investir em um pulverizador autopropelido pode trazer vários benefícios ao decorrer do tempo como, por exemplo, no aumento da velocidade operacional, indo de 15 a 30 km/h. Somado a isso, o produtor terá maior precisão na pulverização, otimização de custos de produção e insumos, maior planejamento da atividade de pulverização. Além disso, permite ser utilizado na agricultura de precisão. Para o operador é oferecido menor risco durante os trabalhos, proporcionando mais conforto durante a pulverização.

O pulverizador autopropelido é uma máquina agrícola com motor e transmissão próprios, trabalhando de maneira independente. Com um autopropelido, o produtor ganha com um vão livre maior, que é medida entre a distância do solo e o primeiro ponto da estrutura da máquina. As barras possuem um comprimento maior, economizando "passadas". Somado a isso, uma maior vida útil do sistema de pulverização, diminuindo os custos de manutenção e melhorando a qualidade da aplicação.

Adicional que faz a diferença
Para aumentar ainda mais a velocidade de aplicação, os produtores de norte a sul do Brasil estão investindo no Sistema de Estabilização de Barras da KS. A tecnologia funciona por meio de válvulas hidráulicas sob pressão. O equipamento alivia o peso das barras, evitando o “efeito chicote”. A instalação é possível em máquinas de todas as marcas, sem alterar as características originais. Com a tecnologia, as barras do pulverizador trabalham totalmente de forma automatizada.

Melhor custo-benefício
Além de contar com os pulverizadores com um dos melhores custos-benefícios do Brasil, a linha Starker da KS Pulverizadores possui toda a tecnologia embarcada necessária para otimizar os resultados na aplicação de defensivos em larga escala. Projetados para atender as necessidades do pequeno e médio produtor, entre os opcionais das máquinas está o piloto automático hidráulico, Led azul e o Sistema de Estabilização de Barras da KS. A Indústria conta com pulverizadores autopropelidos que podem ser financiados por meio do Programa Mais Alimentos.

Clique aqui para conhecer o Pulverizador Starker 1.500.

Linha Starker: pulverizadores para quem busca custo-benefício
0 Comentário

Linha Starker: pulverizadores para quem busca custo-benefício

A KS Pulverizadores conta com os autopropelidos com um dos melhores custos-benefícios do mercado brasileiro. Com indústria no interior do Paraná, a KS fabrica máquinas robustas, com toda a tecnologia necessária embarcada. Projetados para atender as necessidades do pequeno e médio produtor, entre os opcionais dos pulverizadores está o piloto automático hidráulico, Led azul e o Sistema de Estabilização de Barras da KS, que evita o "efeito chicote", dando mais agilidade à aplicação.

Entre os modelos de autopropelidos está o Starker 2.300, que possui alta durabilidade, tecnologia, eficiência e facilidade na aplicação de nutrientes e defensivos; um tanque principal de 2.300 litros, motor MWM turbo (4 cilindros MAR I = 130 CV), tração 4x2 (diferencial reduzido), com barras de 25, 28 ou 30 metros. Além disso, a suspensão é pneumática ativa nos eixos traseiros e dianteiros, com comando joystick multifunções, que permite o controle de movimento das barras e quadro. Em tecnologia, a máquina conta com GPS, piloto automático hidráulico, corte de seção (9 seções) e controle automático de vazão. Clique aqui para ver mais detalhes.

O último lançamento da KS foi Pulverizador Starker 1.500. Com alto desempenho em terrenos irregulares, possui o comprimento das barras de 21 metros por padrão, contando também com a opção de 24 metros. Além disso, com a capacidade de 1.500 litros, a máquina conta com uma cabine confortável e com ampla visibilidade. A tração é 4x4 em X com bombas hidráulicas, suspensão pneumática ativa, redutores de rodas e incorporador com painel de comando. Clique aqui para ver mais detalhes.

Já o Starker 1.000 (Hidro 4x4) é considerado o menor autopropelido do mercado brasileiro. A máquina tem o tanque principal de 1.000 litros, com motor MWM aspirado - 4 cilindros; tração 4x4, suspensão pneumática - eixo dianteiro e traseiro; barras com 14m, 16m, 18m e 20m; sistema de pulverização com porta bicos bijetores de alta resistências, além de outras tecnologias. Clique aqui para ver mais detalhes.

Programa Mais Alimentos
A Indústria KS conta com pulverizadores autopropelidos que podem ser financiados por meio do Programa Mais Alimentos. Todos os modelos da marca se enquadram nessa linha. Com juros menores, maior carência e outros benefícios, o Programa Mais Alimentos, do Pronaf, ajuda pequenos agricultores a financiar investimentos em infraestrutura produtiva da propriedade familiar.

KS
A KS Pulverizadores é uma empresa que está no mercado há 23 anos, sempre buscando aperfeiçoar e inovar, desenvolvendo melhorias e ferramentas para o trabalho do homem do campo. A KS Trabalha ao lado do agricultor no desenvolvimento e produção dos pulverizadores, além da fabricação de pulverizador autopropelido e o Sistema KS, que controla automaticamente a altura das barras de pulverização, a empresa também atua no setor de peças e serviços.

Comece 2021 economizando defensivo e evitando prejuízos
0 Comentário

Comece 2021 economizando defensivo e evitando prejuízos

Para acelerar a produtividade e economizar nos custos, produtores de todo o Brasil estão investindo no Sistema de Estabilização de Barras da KS. Além de aumentar a velocidade durante a aplicação, a tecnologia que vem do interior do Paraná evita o chamado "efeito chicote", responsável por mais de 90% das quebras e entortas de barras.

Antes de começar as atividades de 2021, os agricultores aproveitam os primeiros dias do ano para fazer o planejamento dos trabalhos. Na ponta do lápis entram os custos e investimentos que serão feitos neste ano. Para ganhar na produtividade, com uma aplicação mais uniforme, os produtores podem contar com o Sistema KS. O agricultor Walter Koschinski revela que há mais de uma década utiliza a tecnologia em seus pulverizadores. "Já até me esqueci das dificuldades que tinha. São mais de 10 anos de tranquilidade", destaca Koschinski.

A tecnologia também contribui na economia de defensivo e na otimização do tempo na aplicação, do início ao fim do ciclo da soja, mesmo com a planta já em porte alto. O Sistema KS colabora para um aumento vida útil do sistema hidráulico do pulverizador. Para milhares de operadores de máquina, o equipamento foi um divisor de águas nos trabalhos de pulverização nas propriedades. “Antes, a gente tinha que ficar de olho toda hora na barra, para ver se estava pegando no chão. Agora, não tem mais perigo em terrenos irregulares”, garante Josimar Peritti.

Clique aqui para saber mais sobre o Sistema KS.